Conheça as 2 vacinas da rede privada que protegem bebê da meningite

Por: Bruna Romanini

Foto: Shutterstock – Conheça das duas vacinas da rede privada que protegem o bebê da meningite meningocócica

Esclareça suas dúvidas sobre as vacinas que protegem contra vários tipos de meningite e são indicadas para o bebê

A meningite meningocócica é uma das doenças mais temidas entre os pais, especialmente se eles têm um bebê ou uma criança. E não é à toa. Esta doença, que tirou a vida do neto do ex-presidente Lula,  causa infecção nas membranas que recobrem o cérebro e a medula espinhal.

Mesmo quando diagnosticada precocemente e com o tratamento adequado, ela ainda leva entre 8 e 15% dos pacientes ao óbito. No Brasil, a meningite meningocócica é mais frequente entre crianças de até cinco anos.

Links Patrocinados

Esta doença é transmitida de uma pessoa para outra por meio de contato direto com gotículas respiratórias através de tosse, espirro e beijo. A melhor forma de prevenir esta doença é com a vacinação.

Existem cinco principais tipos de meningococo que causam a meningite meningocócica. São eles: A, B, C, W e Y. No Brasil, segundo dados de 2014, o tipo C foi o responsável por 70% dos casos da doença, enquanto o B foi por cerca de 20% e os 10% restantes foram causados pelo W e Y.

Links Patrocinados

No caso de bebês menores de dois anos, a incidência é maior do tipo B. Isto porque na rede pública está disponível desde 2010 a vacina meningocócica conjugada C, que protege contra o tipo C.

Contudo, saiba que na rede privada existem duas vacinas que protegem não só contra o tipo C, mas também contra os outros quatro tipos: A, B, W e Y.  Tratam-se das vacinas Meningocócica conjugada quadrivalente – ACWY e Meningocócica B. Como os próprios nomes dizem, a primeira protege contra os tipos A, C, W e Y, já segunda contra o tipo B.

Para os bebês, a vacinação da Meningocócica conjugada quadrivalente – ACWY é em três doses, sendo que a primeira é aos três meses, a segundo aos cinco meses e a terceira aos sete meses. A terceira dose pode não ser necessária, isto depende do tipo de vacina que o pequeno tomar. Após isso, a criança precisará de reforços da vacina aos 12 meses, 5 anos e 11 anos de idade.

A meningocócica B é dada em quatro doses aos três, cinco e sete meses de vida e entre 12 e 15 meses.

Converse com o pediatra de seu filho sobre estas vacinas. Elas estão disponíveis nas clínicas privadas de vacinação. Saiba mais sobre as vacinas da rede pública e privada.

Fontes consultadas:

Sociedade Brasileira de Imunizações

Organização Mundial de Saúde

Comentários

Links Patrocinados