Justiça toma decisão sobre autora de ataques racistas contra Titi

Por: Bruna Romanini



Titi e caso de racismo

Foto: Reprodução Instagram – A justiça tomou uma decisão sobre a adolescente que cometeu ataques racistas contra Titi

A justiça tomou uma decisão com relação à adolescente que cometeu ataques racistas contra Titi, filha de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank

A adolescente que cometeu ataques racistas contra Titi, filha dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, em 2016 irá cumprir liberdade assistida.

A decisão é da Vara da Infância e Juventude. “Ela vai ser avaliada, vai ter orientador. Medidas que o ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente] prevê. Ela se arrependeu, mostrou profundo arrependimento, e isso foi levado em consideração, até porque ela era [ré] primária”, disse a advogada do casal de atores, Mariana Zonenschein em entrevista ao portal UOL.

Cadastre-se

A advogada também explicou que a jovem terá que cumprir uma série de normas e que se elas não forem cumpridas isto pode levar a uma penalidade mais severa, até mesmo a internação.

“O Estatuto prevê vários tipos de penalidades para o menor que comete alguma infração ou crime, desde advertência até uma internação em uma instituição. Então a juíza, como a jovem era ré primária e se arrependeu, concedeu a ela liberdade assistida, que não é tão frágil como assistência, mas também não é uma internação. Então ela tem que cumprir as medidas que a lei impõe. Ela tem que comparecer ao orientador, cumprir suas tarefas. Se ela descumprir essas regras, a penalidade que foi imposta a ela, ela pode vir a ter uma penalidade mais intensa, que seria a internação. Mas eu não acredito que isso vá acontecer, diante do arrependimento dela”, afirmou a advogada em entrevista ao portal UOL.

Veja mais

Comentários



Veja mais