Thaís Fersoza revela problema que teve no parto de Teodoro e pode ser fatal

Por: Bruna Romanini



Thaís Fersoza parto Teodoro

Foto: Reprodução Youtube – Thaís Fersoza desabafou sobre uma complicação que ocorreu em seu parto

“Resolvi compartilhar até para alertar as mamães e falar como foi minha experiência de verdade”, disse Thaís Fersoza

A atriz Thaís Fersoza falou pela primeira vez sobre uma complicação muito perigosa que ela sofreu durante o parto de seu segundo filho com o cantor Michel Teló, o pequeno Teodoro. Thaís revelou que sofreu uma ruptura parcial do útero.

A ruptura ocorreu por dois motivos. O primeiro deles é porque na época do parto de Teodoro, Thaís havia passado recentemente, menos de um ano, pelo parto cesárea de Melinda. Como o seu primeiro parto foi cesárea, a cicatriz ainda estava muito recente e corria maior risco de se romper.

Cadastre-se

Aliado a isso, a atriz ainda entrou em trabalho de parto na gestação de Teodoro, ou seja, teve contrações. Na grande maioria dos casos, entrar em trabalho de parto é algo muito positivo para mãe e filho, mas não quando a mulher teve uma cesárea muito recente.

Quando a mulher tem uma cesárea muito recente, não é orientado que ela entre em trabalho de parto em sua segunda gestação. “O trabalho de parto pode forçar a cicatriz anterior e facilitar o rompimento uterino”, explica a ginecologista obstetra Karina Zulli, do Hospital e Maternidade São Luiz.

A ruputura uterina pode causar uma série de complicações para mãe e filho. Entre essas complicações estão a hemorragia interna e infecção na mãe, que podem até ser fatais. E ainda há o risco do bebê sofrer danos cerebrais. Além disso, às vezes a única forma de controlar a hemorragia causada pela ruptura uterina é a histerectomia, retirada do útero. Ou seja, esta complicação ainda pode fazer com que a mulher fique infértil.

Para a sorte de Thaís, sua bolsa não se rompeu durante o trabalho de parto. E por isso, a bolsa acabou servindo como uma espécie de “rolha” que impediu que Thaís sofresse uma hemorragia. No caso de Thaís, a ruptura uterina não causou maiores complicações e ela e Teodoro ficaram muito bem após o parto.

A atriz desabafou sobre esta complicação em um vídeo no seu canal no Youtube. “Nunca contei isso em nenhuma entrevista. Resolvi compartilhar no canal até para alertar as mamães e falar como foi minha experiência de verdade”, disse Thaís.

Confira o relato da atriz a seguir:

“O melhor momento da vida é a hora do parto. Sempre que está para nascer, a Dra. Carla avisa a gente e nós tocamos a musiquinha, no caso da Melinda foi a musiquinha dela e no caso do Teodoro foi a musiquinha dele, o Michel fez musiquinha para os dois. Na hora que tira o neném toca a música e aí eu não aguento, eu choro, ele chora e a gente se beija, dá aquele abracinho e eu só pergunto se ele está bem, a única coisa que eu quero saber é do neném.

Antes disso a Dra. Vera estava lá me dando um pequeno esporro. Por que um pequeno esporro? Bom, na hora que eles começaram a abrir, ela falou: ‘tá vendo, era esse o meu medo!’. Porque a Dra. Vera é tipo vó, não é uma relação impessoal, então tudo bem ela falar isso. E eu vi que o clima ficou tenso. Ela falou: ‘olha, era esse o meu medo’. Ela chamou a Thalita (fotógrafa que acompanhou o parto) e falou: fotografa para ela ver depois. Resultado: a parede do útero estava rompida, ou seja, era um risco muito grande de hemorragia interna, era um risco para a mãe e um risco para o bebê. Porque a minha cicatriz era muito fininha e abriu um pouquinho. Eu tive uma ruptura parcial do útero e isso é uma coisa muito séria. É um risco muito grande para o bebê e a mãe. A minha sorte foi que a bolsa não estourou porque ela funcionou para mim como uma rolha no útero, se a bolsa tivesse estourado, ia ser bem sério, bem perigoso, a bolsa ficou tipo uma bola de chiclete e ficou segurando o sangue que poderia sair dessa ruptura. Deus é tão maravilhoso que mais uma vez estava lá e protegeu o Teodoro e me protegeu. E deu tudo certo. Por isso que a Dra. Carla e a Dra. Vera queriam tanto que eu fosse direto para o parto e não para casa antes, como eu fiz. E elas estavam cobertas de razão”, contou Thaís Fersoza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Veja mais

Comentários





Veja mais