Veja por que as mães chinesas ficam 30 dias sem sair de casa após dar à luz

Por: Bruna Romanini



Foto: Reprodução

A ideia do confinamento no primeiro mês após o parto é preservar as energias da mãe e evitar que ela fique doente

Como foram ou estão sendo os seus primeiros 30 dias após dar à luz? Bom, você certamente está passando bastante tempo dentro da sua casa ou na casa da sua mãe ou sogra, mas já imaginou como seria passar o tempo INTEIRO em casa, sem sair para NADA?!

Bom, é assim que muitas mamães chinesas ainda fazem em uma prática chamada “passar o mês sentada” (tradução livre). Na tradição chinesa, a mãe deve passar os primeiros 30 dias após dar à luz sem sair de casa.

Cadastre-se

Isto surgiu por dois motivos. O primeiro é que de acordo com a medicina chinesa as mães no pós-parto seriam mais suscetíveis a ventos e ar frio, por isso, ficariam doentes com maior facilidade ao ficar ao ar livre. É importante deixar claro que não há provas científicas de que isso realmente ocorre.

O outro motivo é preservar as energias da mãe. Então, nesta fase a mãe não apenas tem ficar em casa, mas também é preciso que outras pessoas, como as avós do bebê, cuidem da mãe.

Este método, assim como quase tudo na vida, possui alguns pontos positivos e outros negativos.

Nesta fase, além de não poder sair de casa, a versão tradicional desta crença afirma que a mãe também tem que ter algumas atitudes que podem ser muito prejudiciais para sua saúde, como não tomar banho, procurar se manter  bem quente, com cobertas e sopas quentes, mesmo quando está no verão. E essas atitudes, obviamente, podem causar sérios problemas de saúde.

Por outro lado, esta prática valoriza algo que, infelizmente, tem sido cada vez mais esquecido no ocidente: o cuidado com a mãe. De acordo com a tradição chinesa, não é apenas o bebê que precisa ser cuidado, a mãe também exige cuidados. Por isso, outros membros da família ficam ao lado da mãe e a ajudam nas mais diversas questões, com cozinhar as refeições, ajudar na amamentação, no banho do bebê, etc.

Além disso, procurar fazer com que a mamãe descanse no primeiro mês é muito importante, tanto para a recuperação após o parto quanto para que ela consiga cuidar bem de seu pequeno.

Por ter estes pontos positivos e negativos, muitas mães chinesas têm optado por seguir esta prática em partes. Inclusive foram criados centros para mães nos quais elas passam trinta dias com seus bebês recebendo todos os cuidados e orientações, mas sem precisar ficar sem tomar banho, passar calor, etc.

A mamãe Gwo Dreyer optou por ficar em um centro para mães no primeiro mês após dar à luz. “No ocidente há muito foco no bebê. Na Ásia não é só sobre cuidar do bebê, mas também da mãe. Ter apoio e supervisão neste primeiro mês fez toda a diferença para mim”, disso Gwo em entrevista ao canal americana CNN.

Veja aqui a importância de outras pessoas ajudarem a mãe nos primeiros meses com o bebê.

Fontes consultadas

Jornal The New York Times

CNN

Veja mais

Comentários





Veja mais