Grávidas devem dobrar número de consultas no pré-natal

Por: Bruna Romanini



Foto: Getty Images

OMS passa a orientar que ao invés de quatro consultas no pré-natal sejam feitas oito

A Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou novas recomendações sobre as consultas de pré-natal para as gestantes com o objetivo de reduzir o número de complicações na gravidez e diminuir os casos de bebês natimortos.

Segundo a OMS, apenas no ano passado, 303 mil mulheres morreram por complicações na gravidez, 2.7 milhões de bebês morreram durante os primeiros 28 dias de vida e 2.6 milhões de bebês nasceram mortos. Ainda de acordo com a OMS, um bom acompanhamento médico no pré-natal é capaz de reduzir consideravelmente estas tristes estatísticas. “A gravidez deve ser uma experiência positiva para todas as mulheres e elas devem ser tratadas com respeito e dignidade”, observa Dr. Ian Askew, diretor de saúde reprodutiva da OMS.

Cadastre-se

Aumento do número de consultas

Antes a OMS orientava que as gestantes realizassem um mínimo de quatro consultas de pré-natal, agora a orientação passa a ser que as grávidas façam no mínimo oito consultas de pré-natal. A OMS acredita que aumentar o número mínimo de consultas para oito ajuda a reduzir consideravelmente as chances do bebê nascer morto.

No Brasil, atualmente o Ministério da Saúde recomenda que as gestantes saudáveis façam no mínimo seis consultas de pré-natal ao longo da gravidez, duas a menos do que a nova orientação da OMS. O Ministério da Saúde recomenda que as consultas sejam distribuídas da seguinte forma: uma no 1º trimestre (até a 12ª semana), duas no 2º trimestre e três no 3º trimestre.

Agora, a OMS orienta que as oito consultas sejam distribuídas da seguinte forma: a 1ª consulta na 12ª semana de gestação e as seguintes consultas devem ocorrer nas 20ª, 26ª, 30ª, 34ª, 36ª, 38ª e 40ª semanas de gestação.

Diante da nova recomendação da OMS, o Ministério da Saúde provavelmente terá que mudar a quantidade de consultas que oferece às gestantes no pré-natal. É importante que as gestantes conversem com seus ginecologistas sobre esta nova orientação da OMS.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Veja mais

mayra cardi barriga diminuiu
impressão 3D para grávidas

Comentários





Veja mais