Sustos no bebê: entenda por que acontecem

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Entenda por que o bebê tem tantos sustos e o que fazer diante deles

Entre os 3 e 4 meses é comum os pais acharem que o bebê se assusta frequentemente. “Eles alegam que o bebê adormece no colo e na hora de colocá-lo no berço ele acorda com um sobressalto como se tivesse assustado, caindo com bracinhos abertos. Isso acontece por causa do reflexo de Moro, o reflexo é ativado quando o bebê perde a sustentação da cabeça ou perde a sensação de estar bem segurado”, explica psicóloga e psicopedagoga Cynthia Wood, da clínica Crescendo e Acontecendo.

O reflexo de Moro é o vilão no transporte do bebê do colo para o berço porque na perda de estabilidade eles acabam acordando com o espasmo. “Um bom jeito de evitar que este reflexo seja ativado é embrulhar o bebê antes adormecê-lo nos braços ou segurar bem os bracinhos e a cabeça ao transferirmos o bebê para o berço. Mesmo no berço o reflexo ainda pode ser ativado por um barulho ou até mesmo entre os ciclos de sono”, observa Cynthia Wood.

Cadastre-se

Além disso, os bebês também têm mais chances de se assustarem com barulhos. “Os bebês são mais sensíveis a barulhos, principalmente os menores de seis meses”, explica a pediatra Flavia Oliveira, da Clínica MedPrimus.

Quando o bebê se assustar a principal orientação é fazer com que ele se sinta confortável e seguro. Caso seu bebê se assuste com barulhos, é importante pegá-lo no colo para que se sinta acolhido e protegido e se possível se afastar do local do barulho. Veja dicas de como acalmar seu bebê aqui.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários