Bebê chorando: saiba o que fazer

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Confira as atitudes eficazes quando o bebê está chorando e como identificar o problema

Bebê chorando pode causar um certo desespero entre os pais, especialmente aqueles de primeira viagem. Mas, fiquem calmos! “Eu sempre digo que o único meio do bebê se manifestar é o choro. Os bebês choram por uma questão de desconforto, de uma privação ou mesmo por estranhar estar em uma condição diferente do útero”, explica a pediatra Wylma Maryko Hossaka, coordenadora do pronto socorro infantil do Hospital Beneficência Portuguesa.

Como agir com o bebê chorando

Cadastre-se

Quando o bebê estiver chorando primeiro é importante que os pais observem se o bebê está com fome. Se não for isso, notem se o pequeno está com a fralda suja. “Outras causas podem ser a roupa muito apertada ou estar com roupa demais ou de menos, se ele não evacuou podem ser cólicas. Caso o bebê tenha febre, observe se há outros problemas de saúde e entre em contato com o pediatra caso haja”, diz Wylma Maryko Hossaka.

Caso não seja nenhum dos problemas acima, a causa do choro do bebê pode ser emocional. “Eles podem chorar por carência e nesses casos um colo funciona muito bem, o bebê tem uma carga de sensibilidade e emoção. Afinal, ele está se acostumando com o novo ambiente, antes ele praticamente não respirava, não passava frio, não tinha nenhuma demanda”, conta Wylma Maryko Hossaka.

Uma maneira muito eficaz de fazer o bebê, especialmente o recém-nascido, parar de chorar é colocá-lo em um embrulhinho com o cobertor. Faça assim: coloque o cobertor em forma de diamante e coloque o bebê em cima, com a cabeça para fora da parte mais larga, de modo que os pezinhos ficam na ponta. Dobre a ponta direita e coloque-a em torno do lado esquerdo do bebê, deixando apenas o braço esquerdo do pequeno de fora. Depois, pegue a ponta do cobertor, traga para cima e coloque-a no peito do bebê. Por fim, dobre o lado esquerdo e coloque a ponta sob o bebê. Pronto!

Ficar neste embrulhinho proporciona bem-estar para a maioria dos bebês, especialmente os pequenos. “É efetivo porque eles ainda se identificam com o ambiente uterino que é mais apertado, como o charutinho feito com o cobertor. Além disso, tem o conforto térmico”, afirma Wylma Maryko Hossaka.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários