Choro do bebê: quando indica problemas sérios

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Veja os sinais no choro do bebê que podem indicar problemas sérios no pulmão e até autismo

Por meio do choro do bebê os pais podem descobrir muitas coisas: se o pequeno está com fome, sono, fralda suja, carência, entre outros. E agora, as últimas pesquisas descobriram que algumas características do choro do bebê também podem indicar certos problemas de saúde sérios.

Uma pesquisa publicada na revista científica Mental Retardation and Developmental Disabilities descobriu que algumas características do choro do bebê podem indicar problemas respiratórios ou instabilidades neurais que por sua vez podem levar ao maior risco de morte súbita.

Cadastre-se

De acordo com os pesquisadores, quando o bebê apresenta estes problemas seu choro pode ter gritos altos e durar menos do que o normal.

Uma outra pesquisa, feita pela Brown University, nos Estados Unidos, descobriu que em bebês com maior risco de desenvolver autismo há maior tensão nas cordas vocais. Essa tensão é percebida pelo som do choro do bebê que fica mais agudo e áspero do que o choro dos demais bebês. A pesquisa foi feita com 40 bebês e os especialistas notaram que os pequenos com os choros mais agudos foram aqueles que desenvolveram graus mais graves de autismo.

É importante ressaltar que se os pais suspeitarem que o choro de seus filhos tem alguma dessas características eles devem entrar em contato com o pediatra. Somente um médico poderá dizer se o choro realmente está indicando algo mais grave ou não.

A seguir, veja aqui como diferenciar se o choro do bebê é por fome, sono ou outros.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários