Bebê puxando o cabelo da mãe: causas e o que fazer

Por: Bruna Romanini

Foto: Reuters

Entenda por que o bebê puxa o cabelo da mãe e de outros adultos e muito mais

A cena é clássica, você está com seu bebê no colo ou vai colocá-lo no colo de outra pessoa e então o pequeno puxa o seu cabelo. Bebês puxando o cabelo da mãe ou de outros adultos é algo que ocorre com certa frequência no dia a dia com o pequeno.

Os motivos pelos quais os bebês puxam os cabelos de suas mães variam. Em seus primeiros meses de vida, os bebês podem fazer isso como uma de suas diversas maneiras de explorar o mundo a sua volta. “O bebê vai se fascinar por tudo que é desconhecido, o cabelo da mãe tem um movimento que chama a atenção do bebê. E ao puxar o cabelo, o bebê também vai perceber que há uma reação da pessoa, ele vai percebendo que a ação dele tem uma reação e isso é curioso para o bebê, ele vai observar como coisas que partem dele também tem uma reação do ambiente ao seu redor”, explica a psicanalista Denise de Sousa Feliciano, membro dos departamentos de Saúde Mental e de Aleitamento Materno da Sociedade de Pediatria de São Paulo.

Cadastre-se

Outra razão que faz os bebês puxarem os cabelos da mãe e de outros adultos pode ser porque ele está se sentindo inseguro. “Se o bebê se sente um pouco inseguro, ele pode usar o cabelo como um apoio. Ele pode pegar o cabelo da mãe para comunicar que não está se sentindo seguro. Às vezes você está com seu bebê no colo e vai colocá-lo no colo de outro adulto e ele agarra o seu cabelo ou o cabelo do outro adulto, isso pode ser uma atitude para se proteger porque ele achou que iria cair”, conta Denise.

Conforme o bebê fica maior, puxar o cabelo também pode ser uma maneira dele demonstrar uma determinada angustia. Como o bebê ainda não consegue expressar em palavras que não gostou que alguém pegou seu brinquedo, por exemplo, ele puxa o cabelo da pessoa.  “Neste caso é uma reação diante de uma situação que ela não gostou. Com o passar do tempo a criança vai aprender a tornar simbólica essa frustação e dizer que não gostou de determinada coisa ao invés de puxar o cabelo ou ter outras reações”, observa Denise.

Entender a causa de cada puxada de cabelo é algo que os pais ou cuidadores fazem observando o contexto em que aquilo ocorreu.

Caso as puxadas de cabelo estejam incomodando é importante tomar algumas providências. “A criança precisa saber que quando faz isso dói, e não é um problema pedir para ela parar. Claro que se é um bebê menor e está incomodando demais, melhor prender o cabelo. Agora, uma criança mais velha que está fazendo isso deliberadamente porque está comunicando uma angustia, uma criança de um ano e meio/ dois anos que já entende a linguagem, os pais podem conversar e explicar para não puxar e ajudá-la a encontrar outro meio para lidar com a frustração”, orienta Denise.

Especialista consultada para a realização da matéria: 

Denise de Sousa Feliciano é Psicóloga e Psicanalista. Membro do Departamento de Psicanálise com Crianças no Instituto Sedes Sapientiae, professora nos cursos Relação Pais Bebê: Da Observação à Intervenção e Amamentação e Psiquismo (ambos no Sedes); Doutora em psicologia pelo IPUSP-SP, especialização em Psicopatologia do Bebê pela USP e Université Paris 12; Membro Filiado da Sociedade Brasileira de Psicanálise de SP; Membro da Sociedade Brasileira de Pediatria e do Departamento de Saúde Mental  da Sociedade de Pediatria de SP.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários