Engravidar após os 25 anos aumenta as chances de viver até os 90 anos

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Entenda a relação entre a idade da mulher ao engravidar e a sua longevidade

Uma pesquisa feita pela Universidade de Medicina da Califórnia, Estados Unidos, examinou pela primeira vez a relação entre a longevidade e a idade com que a mulher se torna mãe.  Os pesquisadores descobriram que mães que engravidaram do primeiro filho após os 25 anos de idade têm maiores chances de viver até os 90 anos.

Os pesquisadores também notaram que mulheres que tiveram entre duas e quatro gestações que chegaram até o fim, ou seja, que não sofreram abortos espontâneos, tem maiores chances de viver até os 90 anos.

Cadastre-se

A pesquisa contou com a participação de 20 mil mulheres que têm sido acompanhadas desde 1991.

O autor do estudo e pós-doutor Aladdin Shadyad esclarece que esta descoberta não significa que as mulheres devam ter filhos mais tarde a fim de viverem mais. “Afinal, engravidar mais velha faz com que a mulher tenha maiores chances de complicações na gestação. Ainda não sabemos exatamente qual é a razão para as mulheres que se tornaram mães mais tarde viverem mais. É possível que sobreviver a uma gestação sendo mais velha é um indicativo de boa saúde. Também é possível que a maioria das mulheres que engravidou após os 25 anos pertença à uma classe social mais alta e por isso teriam melhores condições para conseguir ajuda médica e assim viver mais”, disse o autor do estudo.

Por fim, o autor da pesquisa conclui que ainda são necessários mais estudos para se entender a relação entre a idade da gestação e a longevidade da mulher.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários