Inseminação artificial: conheça este tratamento para engravidar

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Saiba quando a inseminação artificial é recomendada, como ela ocorre e se existem riscos

A inseminação artificial consiste em coletar o sêmen do parceiro, prepará-lo e induzi-lo diretamente na cavidade uterina da mulher por meio de uma injeção. Este procedimento é feito quando a paciente está ovulando, o que pode ocorrer após a indução da ovulação ou o acompanhamento do desenvolvimento espontâneo do folículo.

O método é orientado para mulheres que não menstruam regularmente, após terem a ovulação corrigida. “Pode ser indicado também para casais onde o homem apresenta pequenas alterações no espermograma que são minimizadas após o preparo seminal”, afirma a ginecologista e obstetra Thaís Domingues, especialista em reprodução humana da Clínica Huntington. Praticamente não há riscos ao realizar a inseminação artificial.

Cadastre-se

Veja mais

dna-bebe
gravidez-sem-sintomas

Deixe uma resposta

Comentários