Mães perderam seus bebês para uma doença e agora alertam outros pais

Por: Bruna Romanini

Foto:Shaheen McQuade, Fiona Paddon e Natalie Russell

A infecção perinatal pelo estreptococo do grupo B pode ser fatal para recém-nascidos, veja como evita-la e reconhece-la

As mães britânicas Shaheen McQuade, Natalie Russel e Fiona Paddon perderam seus recém-nascidos para a infecção perinatal pelo estreptococo do grupo B. Esta doença não causa grandes complicações nos adultos, mas é muito grave e pode ser fatal nos recém-nascidos. Além disso, a condição pode levar a danos cerebrais e paralisia cerebral e meningite bacteriana no bebê.

Estreptococo do grupo B é uma bactéria que frequentemente fica no intestino ou nos genitais e pode ser transmitida ao bebê durante a gestação ou por meio do parto ou amamentação.

Cadastre-se

Porém, o que mais indignou estas mães foi saber que elas poderiam ter evitado estas tragédias com um exame muito simples realizado no final da gestação. Infelizmente, elas não receberam esta orientação de seus médicos. Agora, essas mães contaram ao jornal britânico DailyMail que entraram com ações para que o governo britânico ofereça este exame para todas as gestantes para que outras mães não passem pela mesma tragédia que elas. “É um absurdo um bebê morrer com uma semana de vida com uma condição que poderia ser prevenida e tratada”, desabafa a mãe Shahen McQuade.

Exames para prevenção da infecção perinatal pelo estreptococo do grupo B

O exame que toda gestante precisa fazer para prevenir a infecção perinatal pelo estreptococo do grupo B deve ser feito entre 35 e 37 semanas de gestação. É um exame simples no qual o médico colhe com um cotonete secreções da vagina e do ânus e as manda para o hospital.

Quando o resultado dá positivo, isto não significa que a mãe terá um filho com a doença. Ela será submetida a um tratamento que evitará que o pequeno contraia o problema. Caso o bebê já tenha nascido, ele também receberá um acompanhamento médico especializado, que envolve exame de sangue.

Sintomas da infecção perinatal pelo estreptococo do grupo B

Os sintomas da infecção perinatal pelo estreptococo do grupo B no recém-nascido aparecem cerca de uma semana após o parto e são:

  • Febre
  • Dificuldades de se alimentar
  • Apatia
  • Dificuldades para respirar
  • Irritabilidade

Diante desses sinais é essencial entrar em contato com o pediatra.

Já as gestantes com esta doença raramente apresentam sintomas, mas quando eles aparecem são:

  • Infecção urinária
  • Infecção na placenta e no líquida amniótico
  • Inflamação e infecção da membrana que reveste o útero
  • Infecção da corrente sanguínea (sepse)

Tratamento para bebês e grávidas

Caso seu recém-nascido teste positivo para estreptococo do grupo B, ele irá receber antibióticos intravenosos para combater a bactéria. Em alguns casos pode ser utilizado oxigênio e outros medicamentos, dependendo da condição do bebê.

Já em grávidas o tratamento envolve antibióticos via oral, geralmente penicilina ou cephalexin, que podem ser ingeridos na gestação.

Fonte consultada:

Clínica Mayo

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários