“Aos 61 anos, minha mãe deu à luz ao meu filho”

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução Mirror

Confira a emocionante história de Sara que teve sua mãe como barriga de aluguel

O sonho do casal Sara e Bill Connell sempre foi se tornarem pais. Porém, após anos de tratamentos para engravidar e muitas perdas, eles haviam decidido pausar esta ideia. Até que a mãe de Sara, Kristine, se ofereceu para ser barriga de aluguel da filha. E, aos 61 anos, Kristine deu à luz ao pequeno Finn, filho biológico de Sara e Bill. A seguir, confira o emocionante depoimento de Sara deu ao jornal britânico Mirror sobre sua trajetória para se tornar mãe:

“Nosso caminho para nos tornarmos pais de Finn do momento em que decidimos que queríamos ter um filho até ouvirmos o primeiro choro dele durou sete anos. Nós sempre quisemos filhos, então logo após nos casarmos começamos as tentativas para engravidar, mas após dois anos de tentativas, ficou claro que precisávamos de ajuda.

Cadastre-se

Com uma série de sentimentos misturados, começamos os tratamentos para engravidar, primeiro com remédios para estimular a ovulação e depois com fertilização in vitro. Após nossa primeira fertilização in vitro eu fiquei grávida. Foi uma gravidez fácil e tranquila, especialmente quando descobrimos que teríamos gêmeos, eu falava sempre com os bebês na barriga, fazia caminhadas e conversava constantemente com a minha mãe, comparando como tinha sido a gestação dela e como estava sendo a minha. Então, com trinta semanas de gestação eu descobri que esperava dois meninos e os vi no ultrassom chupando seus dedos! Começamos a escolher os nomes.

Algumas semanas depois, eu entrei em trabalho de parto prematuro e os gêmeos nasceram por meio de uma cesárea, mas estavam mortos. Essa perda foi devastadora, mas acabou intensificando meu desejo e do meu marido de nos tornarmos pais.

Nove meses depois tentamos outra fertilização e não deu certo. E um tempo depois mais outra fertilização e eu sofri um aborto espontâneo com seis semanas de gestação.

Emocionalmente e financeiramente devastados nós decidimos parar um pouco com as tentativas. Conforme os anos foram se passando, minha relação com a minha mãe foi ficando ainda mais próxima.

Até que um dia, uma amiga da minha mãe contou para ela uma história de uma mulher que havia engravidado após ter entrado na menopausa. Minha mãe ficou toda arrepiada, como se o corpo dela soubesse antes dela mesma o que estava por vir.

Um mês depois, ela escreveu uma linda carta para mim e meu marido. Ela disse que o momento mais feliz da vida dela foi quando ficou grávida de mim e que muitas mulheres mais velhas estavam engravidando. Ela terminou a carta dizendo que se houvesse um jeito possível e se nós aceitássemos, ela adoraria ser a barriga e aluguel do nosso filho.

Nós sabíamos que parecia uma ideia maluca. Mas meu coração deu um pulo ao ouvir a proposta dela e nós decidimos aceitar. Um ano e dois meses e duas tentativas de fertilização depois, minha mãe engravidou e se tornou a mulher mais velha a dar à luz em Illinois – Estados Unidos, onde moro. Ela deu à luz ao neto dela, e filho biológico meu e do meu marido: Finn.

Meu caminho para a maternidade abriu meus olhos para o milagre que é a vida e para o amor infinito de uma mãe por seu filho. Foi um caminho de perdas, dor, mas que também mostrou uma família unida que estava disposta a tudo para realizar um milagre. E este milagre se tornou realidade: meu filho Finn”.

Olha que graça o pequeno Finn com a mamãe e a avó:

mãe-avó-deu-luz2

Veja mais

loquio-sangramento-pos-parto
prefencial-mae-amamenta-lactente1
mulher-tiaguinho-gravida-chape

Deixe uma resposta

Comentários