Venda de lote de extrato de tomate é proibida por ter pelo de ROEDOR

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução

Produto é da marca Quero, produzido pela Heinz e a resolução da Anvisa determina que a empresa recolha o lote do mercado

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a distribuição e a venda de um lote de extrato de tomate da marca Quero, que é produzida pela Heinz Brasil. A resolução foi publicada no “Diário Oficial da União” desta segunda-feira (20).

Ainda de acordo com a Anvisa, ao analisar um lote do extrato de tomate da marca Quero foi encontrado “matéria estranha indicativa de risco à saúde humana, pelo de roedor, acima do limite máximo de tolerância pela legislação vigente”. O número do lote é L 11 07:35.

Links Patrocinados

A resolução determina que a empresa recolha o lote de todo o estoque existente no mercado.

Em nota ao portal G1, a Quero informou que em total respeito ao consumidor e à Anvisa, já tomou as providências aplicáveis para retirar todo o referido lote do mercado em agosto de 2016.

Links Patrocinados

extrato-de-tomate1

Veja mais

Comentários

Links Patrocinados