Bebê de três meses perde a vida após ser atropelada no Rio de Janeiro

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução Jornal Extra

O motorista não parou para socorrer a bebê e a mãe que foram atropeladas, entenda este triste caso a seguir

Uma bebê de apenas três meses faleceu após ser atropelada na sexta-feira (1) por volta das 17h em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A mãe da criança, Daphine Barbosa, de 21 anos, carregava a filha Antonella no momento em que um veículo as atropelou. O caso está sendo investigado pela 72ª DP (Mutuá). O motorista não parou para socorrer as vítimas.

Os bombeiros foram chamados após o atropelamento e levaram Antonella ao Pronto Socorro Infantil de São Gonçalo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na ambulância. A mãe, por sua vez, foi para o Hospital Alberto Torres, segundo um parente que a ajudou minutos após o incidente. De acordo com Luiz Rodrigues, de 43 anos, Daphine já recebeu alta e está em casa. Ele chegou ao local do atropelamento cerca de cinco minutos após as duas terem sido atingidas por um veículo.


Cadastre-se

“Quando cheguei, o motorista já tinha evadido. As pessoas que viram o acidente disseram que o atropelamento aconteceu quando elas estavam na calçada. Daphine tinha saído do condomínio. O carro as pegou fora da pista. A criança estava embaixo de um caminhão que estava estacionado no local. Ela foi arremessada e caiu de bruços. O médico disse que a Antonella morreu devido aos ferimentos provocados pelo forte impacto nos órgãos dela. A Daphine estava caída também, dei atenção a ela quando cheguei e a acompanhei ao hospital”, disse Luiz em entrevista ao jornal Extra.

A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou, em nota, que o carro já foi identificado e “todas as diligências de polícia judiciária estão em andamento para que o caso seja resolvido com a maior brevidade possível”. “Daphine disse que nem ela percebeu o carro vindo”, afirmou Luiz em entrevista ao jornal Extra.

O parente também relatou na entrevista que  a mãe de Antonella sofreu ferimentos na cabeça, nas pernas e nos braços. Segundo Luiz, ela passou por cirurgia. A menina era sua primeira filha.

Ainda segundo parentes das vítimas, o motorista do carro não parou para prestar socorro. O enterro ocorreu na tarde deste sábado no Cemitério São Miguel. Nas redes sociais, a família lamenta a morte da bebê e pede Justiça.

“Não entendo os planos de Deus, ainda mais te fazer morrer dessa forma tão drástica, mas sei que está em um lugar melhor. Tinha dito ontem a sua mãe que iria te ver e vou mesmo só que não da mesma forma. Que Deus nos conforte, e preencha os nossos corações da alegria que você nos trazia… Eu vou te amar pra sempre, minha nenela, minha gordelícia, meu anjo”, escreveu uma parente da criança.

“A mamãe Daphine já recebeu alta, e infelizmente a Antonella de apenas 3 meses não resistiu”, afirmou outra familiar, num post acompanhado de hashtags como #SomosTodosAntonella, #Justiça e #ForçaFamíliaBarbosa.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários