Estudo descobre atitude na gravidez que pode diminuir chances do bebê ter autismo