Mãe chamada de psicopata por postar as fotos dos trigêmeos que perdeu desabafa

Por: Bruna Romanini

Foto:Reprodução

Amanda compartilhou as imagens para tentar se conectar com outros pais e mães que passaram pela mesma situação

A mãe Amanda Morrison decidiu falar sobre um assunto que pouco se fala a respeito. E infelizmente, acabou sofrendo duras críticas ao fazer isso. Após passar 14 anos tentando engravidar, Amanda havia finalmente realizado este sonho após passar por um tratamento de fertilidade. “Eu fiquei em êxtase quando o teste deu positivo!”, recorda-se Amanda em entrevista ao portal Kidspot.

E pouco depois, ela descobriu que não esperava um, mas sim TRÊS bebês! “Eu estava muito feliz e apaixonada por meus bebês, só uma mãe sabe como é este sentimento”, disse Amanda.

Links Patrocinados

Porém, com 15 semanas de gestação, tudo mudou. Amanda recebeu a triste notícia de seu médico de que havia problemas graves no seu colo uterino e que seus bebês não conseguiriam sobreviver.  “Meu mundo caiu. Foi a notícia de que nenhuma mãe deveria ter que ouvir. Lembro-me de gritar no hospital que isso não era real. Eu simplesmente fiquei entorpecida”, recorda-se Amanda.

Amanda teve seu parto induzido e após seus bebês nascerem já sem vida, os médicos permitiram que ela passasse um tempo com os pequenos. E Amanda aproveitou ao máximo os breves momentos que teve ao lado dos bebês. “Eu estava apaixonada por eles. Eu contei seus dedinhos, os beijei e memorizei cada instante”, afirmou Amanda.

Links Patrocinados

Ela também fotografou seus bebês, as únicas fotos que tem com os pequenos. “Esta é a única recordação que eu tenho deles”, disse Amanda.

“Percebi o quanto a sociedade quer nos calar sobre a perda de um bebê”

Amanda decidiu compartilhar nas redes sociais as fotos que tinha com seus trigêmeos. Ela fez isso para se conectar com outros pais que também passam por essa perda difícil.

Apesar de ter recebido apoio de diversas pessoas ao postar as imagens, Amanda também sofreu duras críticas. “Muitas mães vieram falar comigo e contar que também passaram por algo parecido. Mas eu também recebi um feedback muito negativo. Teve gente que me chamou de psicopata, assassina de bebê, entre outras coisas horríveis”, contou Amanda.

Para Amanda, estas críticas terríveis mostraram o quanto a perda de um bebê ainda é tratada como tabu na sociedade. “Percebi que a sociedade quer nos calar sobre a perda de um bebê”.

Ela está usando sua história para apoiar outras mães e pais que passam pela mesma situação. “As pessoas precisam entender que nós podemos sim falar sobre os bebês que perdemos. Saber que eles são lembrados é importante para nós”, conclui Amanda.

Veja as fotos que Amanda compartilhou dos filhos a seguir, mas já avisamos que as fotos podem ser fortes para algumas pessoas:

Veja mais

Comentários

Links Patrocinados