Neymar é condenado a pagar indenização a médico por cesárea do filho

Por: Bruna Romanini



Foto: Reprodução

O médico pediu R$ 51 mil reais de indenização a Neymar pelo parto de Davi Lucca

O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou, em 2ª instância, que Neymar e Carolina Dantas paguem o médico Herbert Kramer e suas assistentes pelo parto de Davi Lucca, em 2011.

Neymar foi condenado a pagar R$ 15 mil aos funcionários do médico pelo parto cesárea. Este valor será repartido entre a assistente de obstetrícia, que receberá R$ 10 mil, e a auxiliar de parto, que receberá R$ 5 mil.

Cadastre-se

O valor que o médico receberá será conhecido após cálculo pericial. Na ação, o médico pediu R$ 51 mil. Neymar também foi condenado a pagar parte dos honorários processuais. O jogador ainda pode recorrer da sentença.

Segundo o Tribunal, Neymar e Carolina sabiam que o serviço de parto não estava previsto no plano de saúde. Davi Lucca nasceu em São Paulo.

De acordo com o processo, o plano médico atendia cidades da Baixada Santista, não prevendo serviço em São Paulo.

“Os réus [Neymar e Carolina] tinham conhecimento da necessidade de arcar com os honorários do autor [Kramer], já que o procedimento médico se daria fora da rede conveniada, sem contar que o corréu Neymar se comprometeu a arcar com os custos referentes ao nascimento de seu filho”, informa no processo o relator Renato Sartorelli.

“A isso acresça-se que o ajuste foi entabulado de forma livre e espontânea, inclusive com a escolha, por parte dos próprios demandados, de hospital fora da rede conveniada (São Luiz da Comarca de São Paulo), devendo os réus, como corolário, arcar com encargos oriundos do procedimento”, acrescentou

Na época, a família de Neymar contestou a cobrança de R$ 45 mil feita pelo médico, considerando exagerada. A família do atacante entendeu que o profissional usou da fama de Neymar para pedir valor muito acima do mercado. O caso foi levado à Justiça.

A assessoria de comunicação de Neymar informou o UOL Esporte que tomará conhecimento da decisão para se pronunciar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Veja mais

Comentários





Veja mais