Variar a alimentação do bebê reduz risco de asma e alergias alimentares

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Para cada novo alimento adicionado no cardápio do bebê o risco de asma cai 26%

Uma pesquisa publicada na revista científica Pediatrics concluiu que quanto mais diversificada for a dieta ao longo do primeiro ano do bebê, maiores as chances dele não ter asma, sensibilidade ou alergia aos alimentos.

A pesquisa contou com a participação de 856 crianças que foram acompanhadas desde o terceiro trimestre da gestação de suas mães até os seis anos de vida. Segundo a pesquisa, para cada novo alimento adicionado na dieta do seu bebê, o risco de asma no pequeno cai em 26%.

Cadastre-se

Lembrando que os alimentos só podem ser incluídos na dieta do bebê após os seis meses de vida. Saiba mais sobre como introduzir alimentos na dieta do bebê aqui.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários