Mulher é vítima ataques na internet por amamentar em público

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Uma internauta postou a foto desta mulher amamentando a filha e disse: “pobre fazendo pobrice”

Uma internauta postou em sua página no Facebook esta imagem acima de uma mãe amamentando a filha. Junto com a foto, veio um texto que era um verdadeiro ataque à esta mãe pelo simples fato dela amamentar seu filho em público!

A internauta disse o seguinte sobre a mãe: “Pobre fazendo pobrice. Vai em um bairro nobre, ou em um restaurante fino pra vc ver se encontra mulher com o peito pra fora?! JAMAIS! Elas levam mamadeira! Como eu fazia! Ou no mínimo colocam uma fraldinha pra tapar o peito!”, disse a internauta.

Cadastre-se

Ela ainda continuou com o ataque, afirmando que amamentar em público é falta de bom senso. “Essa ridícula ai tá querendo aparecer!”,afirmou a internauta em outra parte do texto.

A internauta ainda continuou a associação entre amamentação e pobreza. “Essa história de amamentação é um programa de incentivo do governo pra fazer as coitadas das pobres virarem umas vacas leiteiras e ficar amamentando até 2 anos de idade! Economia pro governo! Imagina se toda a pobraiada que se empenca de filhos resolvessem dar NAN (mamadeira) para toda a sua penca? O governo tava lascado! Eles incentivam amamentação e cada uma q se vire com os peitos mesmo. Agora, quem tem dinheiro não segue esse incentivo. Eu nunca amamentei meu filho e ele é lindo e saudável! O NAN hoje em dia é completamente igual ao leite materno em questão de nutrição! Hoje em dia não tem mais necessidade de amamentar dessa maneira! O mundo tá evoluindo gente! Só que custa muito caro”, disse a internauta.

Desinformação sobre amamentação

Este post é mais uma prova da imensa desinformação que uma parcela da população ainda tem sobre amamentação no Brasil. Aliado ao preconceito contra a mulher que amamenta em público. Claro que a recomendação pela amamentação da Organização Mundial de Saúde, da Sociedade Brasileira de Pediatria e dos demais órgãos de saúde respeitáveis, não é por uma questão financeira. “Tem gente que diz que amamentar até dois anos ou mais é coisa de pobre, que é uma recomendação que existe apenas por causa dos países pobres e isso não é verdade”, esclarece o pediatra Moises Chencinski, criador da campanha #euapoioleitematerno.

O aleitamento materno proporciona uma série de benefícios para a mãe e o bebê. E o leite materno não é a mesma coisa que qualquer outra fórmula. Você pode conferir os inúmeros benefícios do aleitamento para o bebê aqui. E os benefícios do aleitamento para a mãe aqui.

A amamentação após os seis meses de vida também é essencial para o seu bebê, você confere os benefícios da amamentação prolongada aqui.

Lembrando que amamentar em público é um direito de todas as mães e na cidade de São Paulo quem tentar impedir uma mãe de amamentar em um local público pode ser multado em até R$500,00.

Além disso, é orientado pela Sociedade Brasileira de Pediatria que ocorra a amamentação em livre demanda, ou seja, sempre que o bebê sentir fome ele deve ser amamentado. E, bom, o bebê não escolhe se vai sentir fome no meio da rua ou em casa, então amamentar em público muitas vezes se faz necessário.

Reação materna

O post gerou revoltas entre mães e profissionais de saúde que entendem a importância do aleitamento materno. Em resposta, muitas mães começaram a postar fotos suas amamentando.

Veja o post na íntegra a seguir:

amamentacao-publico-redes-sociais

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários