Cuidados ao viajar de avião com o bebê

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Saiba o que fazer antes e durante o voo para evitar problemas ao viajar de avião com bebê

Confira os cuidados importantes quando for viajar de avião com o bebê. Prestar atenção a essas questões irá evitar que seu pequeno tenha problemas de saúde.

Vacinação em dia
É importante que o bebê esteja com o seu calendário de vacinação atualizado, porém não há recomendações de vacinas específicas dentro ou fora do país.

Cadastre-se

Como evitar dores de ouvido
A melhor forma de evitar o desconforto no ouvido do bebê é amamentar o pequeno ou oferecer a mamadeira ou copinho.

Onde o bebê irá sentar
Apesar das companhias aéreas e as autoridades brasileiras permitirem que crianças menores de dois anos viajem no colo de um adulto, esta prática é muito perigosa e pouco recomendada. “A prioridade é a segurança contra traumatismos ocasionados por turbulências no voo. É importante lembrar que todos os passageiros devem viajar com cinto de segurança afivelado na maior parte do tempo possível durante qualquer voo”, afirma o pediatra Danilo Blank, diretor da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Nos aviões, as crianças podem utilizar assentos semelhantes aos dos automóveis. Até os dois anos de idade, em torno dos 13 quilos, o bebê deve ser colocado no assento tipo bebê-conforto, virado de costas para a direção do deslocamento do avião. Crianças maiores, com peso até 20 quilos, devem ser colocadas no assento de segurança virado para a frente.

Fique atento aos equipamentos específicos para o avião. “Existe apenas um dispositivo restritivo simples aprovado em testes de segurança para uso somente em aeronaves para crianças entre 10 e 20 quilos que consiste em quatro cintos de fixação apropriados para a criança que se prendem a uma faixa transversal e ao cinto da aeronave”, diz Blank.

Qualquer outro dispositivo específico para o avião é contraindicado. “Nesta lista dos proibidos entram o colete, extensões de correias para incorporar aos pais ao cinto de segurança dos pais e qualquer dispositivo que posicione a criança no colo ou no peito do adulto”, conta Blank. O berço para transportar o bebê, fornecido por algumas companhias aéreas também deve ser evitado.   Os assentos do tipo booster não pode ser utilizados em avião.

Procure colocar o assento de segurança infantil próximo das janela, a fim de facilitar a mobilidade.

Saiba que a Resolução nº 280 da ANAC, de 11 de julho de 2013 instrui as companhias aéreas a fornecerem descontos de 80% para crianças. “Mas mesmo que cada membro da família tenha que pagar a sua passagem, a segurança não tem preço”, ressalta Blank.

Evite que o bebê não passe frio ou calor
A criança deve ser vestida em camadas, como uma blusinha e depois um casaco, por exemplo. Assim, é mais fácil realizar a adaptação ao ar condicionado ou a calores inesperados.

Clique nesta outra reportagem do portal BebêMamãe.com e confira ótimas dicas para realizar uma viagem tranquila com o bebê.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários