“Eu proibi minha sogra de visitar o meu bebê”, desabafa mãe

Por: Bruna Romanini

Foto: Shutterstock – Entenda por que uma mãe proibiu a sogra de visitar seu bebê

Confira o desabafo de uma mãe que proibiu a sogra de visitar seu bebê porque ela é antivacinas

Uma mãe tomou uma decisão radical e proibiu sua sogra de visitar seu bebê. Ela fez isso porque sua sogra faz parte do movimento antivacinas, ou seja, ela não se vacina. Portanto, a sogra se recusa a tomar a vacina dTpa que protege contra a coqueluche.

A coqueluche é uma doença que pode ser fatal para os bebês. Os pequenos só podem tomar a primeira dose da vacina que protege contra a coqueluche aos dois meses de vida. Ou seja, antes disso, ele precisa contar com a imunidade das outras pessoas contra a doença para não a contrair.

Links Patrocinados

Portanto, é importante que todos que vão conviver com o pequeno, como a mãe, o pai e os avós, se vacinem.

Quando a mãe, que está prestes a dar à luz, pediu para a sogra se vacinar, ela respondeu: “Você sabe que o bebê precisa de germes. Não acredite em tudo que você lê!”.

Links Patrocinados

Diante desta resposta a mãe tomou a decisão de não deixar a sogra visitar seu filho. “Eu achei melhor proibir ela de visitar meu filho enquanto não se vacinar ou enquanto meu filho não estiver vacinado”, contou a mãe em suas redes sociais.

Diversas mães apoiaram a decisão. “Eu concordo com você, também não deixaria ela ver meu filho enquanto ele não estivesse vacinado”, comentou uma mãe. Já outra internauta afirmou: “Eu também só a deixaria visitar meu filho quando ele estivesse forte o suficiente. Parece que sua sogra fez uma escolha e agora terá que lidar com as consequências”.

Foto: Shutterstock – Enquanto o bebê não pode tomar determinada vacina, ele precisa contar com a imunidade dos outros para se proteger

Comentários

Links Patrocinados