Mãe descobre gravidez ao dar à luz em ônibus de Fortaleza: ‘achei que era cólica’

Por: Bruna Romanini



Foto:Reprodução Jornal Extra

“Estou tentando entender até agora como eu não percebi a gravidez”, disse a mãe Carla Oliveira

A vida de Carla de Oliveira, 21 anos, mudou completamente em questão de minutos. Isto porque ela descobriu que estava grávida ao dar à luz dentro de um ônibus em Fortaleza, no Ceará. O caso ocorreu nesta quarta-feira (6/9).

Carla voltava do trabalho quando começou sentir fortes dores na barriga e então decidiu descer próximo a um hospital. Porém, as dores foram piorando e ela pediu ajuda dos passageiros.

Cadastre-se

Foi então que Carla deu à luz. “Eu achei que estava com cólica forte. Estava sozinha, senti as dores fortes e ia descer perto do hospital. Quando eu me sentei, percebi que minha barriga ficou maior e a dor piorou. Quando fui me ajeitar no banco, vi que a criança estava saindo”, contou Carla em entrevista ao jornal Extra.

O motorista do ônibus foi até o Pronto Socorro Infantil SOPAI para pedir ajuda. “O motorista chegou correndo e chamando a gente. Avisei à Dra. Lúcia, e corremos para o local. Quando chegamos, ela já tinha dado à luz. A doutora ajudou a limpar o neném e a tirar a placenta. Eu ajudei com os instrumentos. Foi lindo, e eu me emocionei em poder ajudar. Graças a Deus mãe e bebê passam bem”, disse a recepcionista do hospital Raíssa Carvalho em entrevista ao jornal Extra.

O bebê se chamará Davi. A mamãe Carla, que já tem uma filha de cinco anos, está feliz, mas ainda tenta entender o que aconteceu. “Estou feliz, mas ainda estou tentando digerir. Estou em choque. O pai do meu filho sou eu também. Liguei para minha mãe e contei e ela foi quem contou para minha filha que ela ganhou um irmãozinho. Estou tentando até agora entender como não percebi a gravidez”, contou Carla em entrevista ao jornal Extra.

Carla acreditava que um cisto estava causando o inchaço no abdômen e chegou a marcar uma consulta médica.  “Cheguei a marcar o médico no posto porque achei que pudesse estar com algum problema. Eu já tinha percebido um inchaço, mas não era uma barriga de grávida. Já estive grávida e sabia como era. As pessoas estavam me falando ‘sua barriga está inchada’, ‘vai procurar um médico’, mas não achei que fosse nada demais. Minha menstruação só foi interrompida recentemente e, quando fiz o teste, deu negativo”, disse Carla em entrevista ao jornal Extra.

Apesar do susto, Carla e seu bebê passam bem. Eles estão internados no Hospital Distrital Gonzaga Mota e estão em observação.

Veja mais

Comentários



Veja mais