Morrem as filhas de 5 e 10 anos do técnico do Fluminense, Léo Percovich

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução

A família do técnico do Fluminense sofreu um acidente de carro no dia 16 de dezembro em Santos Dumont

Morreu neste domingo (24) a filha mais velha do ex-goleiro e atual técnico do sub-20 do Fluminense, Léo Percovich. A menina de apenas 10 anos estava internada no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) pediátrico da Santa Casa de Misericórdia, em Juiz de Fora, desde o dia 16 de dezembro, quando a família sofreu um acidente em Santos Dumont, interior de Minas Gerais.

O técnico e a esposa também estão internados na enfermaria do Hospital Albert Sabin, em Juiz de Fora e seu estado de saúde é estável. A filha caçula do casal, de 5 anos, chegou a ser socorrida, mas morreu no Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Juiz de Fora horas depois do acidente. O filho do meio do casal, Pietro de oito anos, está estável, mas internado no CTI pediátrico da Santa Casa.

Cadastre-se

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Percovich e família seguiam do Rio de Janeiro para Belo Horizonte, quando o veículo colidiu a roda dianteira direita com o meio-fio da rodovia, levando à perda do controle da direção. O carro bateu no guarda-corpo da cabeceira do viaduto e despencou de aproximadamente 20 metros na BR-040.

Fluminense decretou luto oficial

Na noite deste domingo (24), o Fluminense publicou uma nota de pesar informando que o clube decretou três dias de luto pelo falecimento da filha mais velha do casal. Veja íntegra do posicionamento:

“O Fluminense lamenta informar que a filha mais velha do técnico do sub-20 do clube, Léo Percovich, morreu no início da noite deste domingo, 24, na Santa Casa de Juiz de Fora, Minas Gerais. O clube decreta luto oficial de três dias.

A menina de 10 anos estava internada desde o último sábado, quando ocorreu o acidente. O filho do casal continua internado, mas estável.

Nesse momento tão delicado e difícil, é importante agradecer a toda assistência, empenho, carinho e dedicação dados a família pelos funcionários da Santa Casa de Juiz de Fora e do Hospital Albert Sabin.

O clube agradece, também, a todas as orações e apoio recebidos.”

Veja mais

Comentários





Veja mais