Hiperêmese gravídica: entenda este problema

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Hiperêmese gravídica costuma durar no máximo até a 15ª semana de gestação

É comum que as grávidas sintam enjoos devido às mudanças hormonais. Porém, para 1% das gestantes, este quadro pode piorar. Trata-se da hiperêmese gravídica, problema caracterizado pelos enjoos acompanhados de vômitos recorrentes ao longo de um dia e que se repetem nos dias seguintes sem que os medicamentos via oral consigam proporcionar qualquer melhora.

A hiperêmese pode fazer com que a gestante fique desidratada, por isso é importante consultar um médico diante de suspeitas do quadro. “Vale por vezes além da medicação venosa, internação hospitalar para melhor controle metabólico”, diz a ginecologista e obstetra Karina Zulli, do Hospital e Maternidade São Luiz.

Cadastre-se

Por sorte, a hiperêmese não irá continuar durante toda a gestação. “Em média o problema dura até as 12 primeira semanas de gravidez, no máximo até 15ª semana. Até então os picos hormonais ainda vão acontecendo até que um patamar seja atingido. Este patamar confere finalmente melhora dos sintomas”, constata Zulli.

Saiba como diferenciar a hiperêmese gravídica dos enjoos comuns na gestação nesta outra reportagem do portal BebêMamãe.com. 

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários