Parto e gravidez: respostas para perguntas que você tem vergonha de fazer

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Há risco de fazer cocô durante o parto? É normal vazar um pouco de xixi durante a gestação? Veja as respostas para essas e outras questões

Durante a gestação surgem uma série de dúvidas. Porém, algumas delas são um pouco mais delicadas e fazem com que muitas mulheres fiquem com vergonha de pergunta-las ao ginecologista. Por isso, selecionamos as questões “constrangedoras” mais frequentes e as respondemos para você!

Lembrando que o ideal é a mulher sempre esclarecer TODAS as suas dúvidas nas consultas médicas. E que os ginecologistas estão acostumados a lidar com as mais diversas questões, por isso pode perguntar sossegada 😉

Cadastre-se

Há o risco da mulher fazer cocô na hora do parto?

Sim, existe a chance da mulher fazer cocô durante o trabalho de parto. “Quando o bebê passa pelo canal de parto ele comprime o reto, parte final do intestino, então no momento do nascimento pode acontecer da mulher evacuar sem perceber. O importante é tratar isso com naturalidade, faz parte desse momento e a mulher não tem como evitar”, explica a ginecologista obstetra Heloisa Brudniewski.

Uma forma de tentar prevenir a evacuação durante o trabalho de parto é a mulher tentar evacuar antes, enquanto tem as contrações e o bebê não encaixou totalmente. “Antigamente era feito lavagem intestinal durante o trabalho de parto, hoje não mais, pelo risco de infecção”, observa Heloisa Brudniewski.

É importante deixar claro que apesar desta situação um pouquinho constrangedora, o parto normal proporciona uma série de benefícios para a mãe e o bebê, diminuindo até mesmo o risco de morte materna, veja esses benefícios aqui.

Minha vagina pode ficar larga por causa do parto normal?

Isto é um mito. “Os tecidos da região vaginal e canal de parto possuem uma elasticidade que permitem a passagem do bebê retornando a seguir a sua normalidade”, explica a ginecologista obstetra Fernanda Pepicelli da Clínica MedPrimus.

Contudo, após vários partos normais e com bebês grandes, algumas mães relatam sentir certa frouxidão na região. Diante disso, uma boa alternativa são exercícios perineais específicos feitos com o auxílio de fisioterapeuta especializados.

Há o risco da mulher não perceber que entrou em trabalho de parto?  

O risco existe, mas é pouco provável. “Normalmente as contrações são doloridas e a pressão na região vaginal aumenta. As mulheres que não percebem que entraram em trabalho de parto são aquelas que têm limiar para dor aumentada ou aquelas que já tiveram muitos partos normais, onde normalmente o colo dilata de maneira mais fácil e com poucas contrações”, observa Heloisa Brudniewski.

Afinal, o sexo na gravidez é mesmo seguro?

No geral, sim! “Se for uma gravidez normal, sexo é seguro, liberado e recomendado. Isto ajuda a manter o vínculo do casal. Restringir o ato sem nenhuma indicação médica pode limitar o relacionamento afetivo e proximidade do casal. O importante é a mulher estar bem com o parceiro, por que o bem-estar físico e emocional durante a gestação, este sim, é fundamental. Se houver qualquer indicação de abstinência sexual necessária, o médico que está acompanhando o pré-natal irá orientá-los”, conta Fernanda Pepicelli.

Existe alguma posição sexual que devo evitar durante a gestação?

Nenhuma posição é proibida. “O importante é a mulher não ter dor ou desconforto. O ato tem que ser prazeroso para ambos. Vale salientar que não há possibilidade do bebê ser machucado durante a relação”, explica Fernanda Pepicelli.

Há o risco do xixi escapar durante a gravidez?

Sim, as perdas urinárias podem ocorrer durante a gestação. “Isto porque o útero se apoia na bexiga e não deixa que se acumule grandes volumes de urina, por isso a sensação constante de fazer xixi. Quando a mulher faz esforço, pode haver perda de urina devido ao peso do útero na bexiga”, diz Heloisa Brudniewski. Isto costuma passar após o parto, caso não ocorra melhora, fale com seu ginecologista.

Veja mais

tremores-parto
cesarea-medieval
sophie-charlotte

Deixe uma resposta

Comentários