Antibiótico extra reduz em 50% riscos de infecção no pós-parto cesárea

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução

Pesquisa descobriu que tomar o antibiótico azitromicina reduz pela metade o risco de infecções no pós-parto cesárea

Infecção na mulher é um dos problemas mais frequentes do pós-parto cesárea. Para se ter uma ideia, somente nos Estados Unidos, mulheres que fazem uma cesárea tem cinco vezes mais chances de contrair uma infecção do que aquelas que realizaram o parto normal. Este inclusive é um dos muitos motivos pelos quais a Organização Mundial de Saúde e muitos outros órgãos importantes da área da saúde orientam que a cesárea seja realizada apenas em casos de real necessidade. A cesárea agendada também aumenta o risco de uma série de outros problemas de saúde que você pode conferir aqui.

Agora, uma pesquisa feita pela Universidade do Alabama, Estados Unidos, descobriu que oferecer uma dose de 500 miligramas do antibiótico azitromicina a mulheres, juntamente com os outros medicamentos que já eram dados neste tipo de procedimento, durante a cesárea reduz pela metade o risco de infecções no pós-parto.

Cadastre-se

Os pesquisadores também observaram que o uso da azitromicina diminui a quantidade de readmissões das mulheres no hospital e também a quantidade de visitas ao médico que essas mulheres precisaram realizar no pós-parto cesárea. “Infecção após o parto prejudica tanto a saúde da mãe quanto a do bebê e pode resultar até mesmo na morte materna. Mulheres que fizeram uma cesárea tem um risco muito maior de infecções do que aquelas que passaram por um parto normal, por isso, passamos duas décadas estudando maneiras de reduzir o risco de infecção nas cesáreas necessárias”, disse o autor do estudo Alan Tita, professor da Universidade do Alabama.

A pesquisa contou com a participação de 2013 mães que tiveram que passar por uma cesárea necessária. “A descoberta desta pesquisa é muito importante considerando que a morte materna aumentou muito nos Estados Unidos e precisávamos urgentemente de algumas opções para reduzir essa mortalidade”, afirma Uma Reddy, que colaborou com a elaboração do estudo.

Veja outros cuidados importantes no pós-parto da cesárea aqui.

Veja mais

tremores-parto
cesarea-medieval
sophie-charlotte

Deixe uma resposta

Comentários