Como aliviar a dor do bebê ao tomar vacinas

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Veja atitudes simples que ajudam o pequeno a sentir menos dor durante e após a vacinação

Nenhuma mãe quer que seu bebê sinta dor, não é mesmo? Mas em alguns momentos o bebê acaba passando por isso e a hora das vacinas é um deles. Porém, nos últimos anos diversas pesquisas apontaram maneiras de aliviar consideravelmente a dor do bebê ao tomar as vacinas e após a vacinação. Veja quais são essas estratégias que diminuem o desconforto do seu bebê:

Amamente: Amamentar durante a vacinação ajuda a reduzir a dor do bebê. “Estudos demonstram que amamentar durante a aplicação da vacina é bom. Mas, ao longo da minha carreira eu já observei que amamentar logo após a vacinação também ajuda a reduzir o incomodo”, explica a enfermeira Mírian Moura, diretora da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm). Portanto, se for difícil amamentar durante a vacinação, oferecer o peito exatamente após a aplicação da injeção também ajuda.

Cadastre-se

Solução de glicose: Oferecer uma solução de glicose aos bebês antes da vacinação já é uma orientação no Canadá e na Inglaterra e tem sido apontada por diversas pesquisas como uma ação eficaz para reduzir a dor do bebê ao tomar vacinas. “Este assunto começou a ser discutido em um artigo pediátrico de 2007 que demonstrou que o uso de uma solução de glicose é eficaz até o sexto mês de vida do bebê”, constata Mírian Moura.

Outros estudos concluíram que a orientação é oferecer 2 ml de uma solução de 50% de glicose dois minutos antes do bebê tomar a vacina. A solução é ingerida pelo bebê e pode ser oferecida em uma seringa. No Brasil, algumas clínicas particulares já realizam isso. As mães podem adquirir essa solução de glicose nas farmácias. As pesquisas demonstraram que a solução de glicose não interfere na eficácia das vacinas. Além disso, elas também não favorecem obesidade infantil ou outros problemas, já que são oferecidas em pequenas quantidades e somente antes das vacinas.

Coloque o bebê sentado: A técnica ao aplicar as vacinas também é importante. “A maioria das vacinas é aplicada no músculo e quando a musculatura está tensa a dor é maior”, conta Mírian Moura.

Como a maioria das vacinas dadas ao bebê é no músculo da coxa, uma boa forma de relaxar a musculatura do bebê é fazer com que ele tome a vacina sentado no colo da mãe com a perninha dobrada. “Isto porque se o bebê estica a perna, o músculo fica mais tenso. Caso a vacina seja dada com o bebê deitado na maca, a orientação é fazer o bebê dobrar a perninha”, orienta Mírian Moura. Esta atitude também evita que o bebê sinta dor após a vacinação.

Creme anestésico: O creme anestésico pode ajudar a reduzir a dor do bebê ao tomar vacinas. “Os estudos mostram que ele não interfere na vacina”, afirma Mírian Moura. A orientação é que o creme anestésico seja aplicado pelos profissionais que irão vacinar o bebê. É preciso esperar uma hora após passar o creme para aplicar a vacina.  O creme anestésico deve ser adquirido pelos pais na farmácia, a clínica geralmente não o fornece.

O problema deste método é que ao escolher o local onde o bebê irá vacinar e aplicar o creme, se por algum motivo tiver que mudar onde a vacina será dada terá que aplicar o creme novamente e esperar mais uma hora.

Fique calma: Para que todas essas atitudes funcionem com eficácia é essencial que a mãe fique tranquila. “Se a mãe fica ansiosa, o bebê também ficará. A criança sente a insegurança e ansiedade da mãe e isso afeta a questão da dor”, alerta Mírian Moura.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários