Estudo revela o que houve com os bebês afetados pelo Zika e choca

Estudo revela o que houve com os bebês afetados pelo Zika e choca

Uma pesquisa descobriu o que aconteceu com bebês afetados pelo Zika vírus após dois anos

Uma das bebês que foi afetada pelo Zika vírus

A pesquisa mostrou o que aconteceu com os bebês que foram afetados pelo Zika Vírus após dois anos

Uma nova pesquisa feita com 216 bebês que foram afetados pelo Zika vírus durante o surto que ocorreu no Brasil entre 2015 e 2016 impressionou. Isto porque o estudo da Universidade da Califórnia nos Estados Unidos avaliou como os pequenos cujas mães contraíram o Zika durante a gestação estão cerca de dois anos após o surto.

As crianças nasceram em dezembro de 2016 e têm sido acompanhadas pelos pesquisadores desde então. Os pesquisadores acabam de concluir algo impressionante. Eles perceberam que metade das crianças que ao nascerem apresentavam efeitos do Zika, como problemas no cérebro, microcefalia, tônus muscular mais fraco, entre outros, agora, aos dois/ três anos de idade, estão com o desenvolvimento normal!

Em um dos casos de microcefalia, a cabeça da criança inclusive acabou crescendo e ficando do tamanho esperado para os dois anos!
Contudo, a pesquisa também observou que cerca de 25% das crianças que ao nascerem os exames apontaram que não foram afetadas pelo vírus Zika que as mães contraíram na gestação, agora apresentam algum tipo de problema.

Links Patrocinados

Estas complicações podem envolvem problemas de audição e/ou visão. E também podem incluir problemas como atraso no desenvolvimento neurológico e autismo.

Comentários

Links Patrocinados

Links Patrocinados