‘Não vejo problema em transar na frente do bebê’, diz Maíra Charken

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução Youtube/ Instagram – Maíra Charken falou de alguns assuntos polêmicos no mundo materno

A ex-apresentadora do Vídeo Show, Maíra Charken, falou sobre um assunto bem polêmico, confira

A atriz e ex-apresentadora do Vídeo Show, Maíra Charken, falou sobre um assunto bem polêmico no mundo materno. Em seu canal no Youtube ela revelou sua opinião sobre os pais terem relações sexuais na frente do bebê.

Maíra afirmou que não vê problemas no fato dos pais terem relações sexuais no mesmo quarto em que o bebê está. “Gente, eu não vejo problema nenhum em transar na frente do bebê. Falei e saí correndo! O bebê não sabe, quer dizer, ele sabe. Ele vê que os pais estão ali se acariciando, fazendo carinho e curtindo. Claro que se você tem umas taras muito loucas, não seria legal fazer na frente do bebê. Gael dorme no quarto dele desde os 10 dias de vida, então em casa ele não viu nada. Mas nas viagens já aconteceu. Já aconteceu de estar no mesmo quarto, ele estar no bercinho dele e começar a demandar atenção no meio da parada, não aconteceu dele chorar, mas começar a ‘falar’. E a gente caiu no riso, mas fomos até o fim”, disse Maíra.

A ex-apresentadora do Vídeo Show também falou sobre outra questão: o resguardo. Após o parto é recomendado que o casal fique 40 dias sem ter relações sexuais, pois neste período o útero está se recuperando do parto. Quebrar o resguardo aumenta o risco de alguns problemas de saúde, como infecção vaginal e uterina para a mulher e infecção prostática para o homem.

Maíra revelou que ela e o marido, Renato Antunes, quebraram o resguardo e tiveram relações sexuais 15 dias após o parto. “Com 15 dias de parida a gente teve a primeira relação. E sério, parecia que eu estava parindo novamente, é muita dor. No meu caso foi bem dolorido e ardeu muito. Na verdade até hoje dói, eu tenho que me preparar porque vai doer no início, mas depois fica gostoso, mas sério, que saudade que dá de não doer! Eu ainda tenho esperanças que vai chegar aquele momento que era antes”, disse Maíra.

A dor no sexo após o parto, seja este parto normal ou cesárea, pode acontecer. Saber o que fazer para evitar este incomodo é muito importante. 

E você, o que achou das opiniões de Maíra? Você concorda com ela ou discorda? Nos conte nos comentários:

Veja mais

Comentários