Revelado futuro do pai que queimou filha viva após vencer mãe na justiça

Revelado futuro do pai que queimou filha viva após vencer mãe na justiça

Após separar mãe e filha, pai coloca fogo em criança

Este pai tirou a vida da filha após vencer a mãe na justiça

A mãe havia entrado com uma ação para que o pai não visitasse a filha por considerá-lo perigoso, mas perdeu

O pai que queimou a filha de três anos viva no carro após ter vencido a mãe em uma disputa na justiça acaba de ter sua condenação divulgada. Ele foi condenado por homicídio doloso. Cherone Coleman havia entrado com uma ação na justiça para proibir o pai de sua filha Zoey, Martin Pereira, de visitar a menina.

Cherone estava preocupada com o bem-estar de sua menina, já que o ex-marido estava com um comportamento muito violento. Infelizmente, ela perdeu a ação e o juiz concedeu a Martin o direito de receber visitas da filha.

Na segunda visita da menina de três anos ao pai depois da decisão da justiça que ocorreu no dia 5 de maio, ele prendeu a pequena na cadeirinha dentro do carro e colocou fogo no veículo. De acordo com os policiais, a pequena Zoey chegou a ser retirada do veículo em chamas com vida e foi para o hospital. Mas a menina já havia sofrido queimaduras graves demais e não resistiu.

Links Patrocinados

Martin foi encontrado pelos policiais pouco tempo do resgate da pequena. Contudo, ele não está preso no momento. Isto porque ele também se queimou ao tirar a vida da filha e por isso está hospitalizado com queimaduras em 70% do corpo. Mas mesmo estando no hospital, o quarto de Martin está sob guarda policial.

Foto de quando o pai e a mãe da menina eram casados

A mãe com sua menina e o pai quando ainda estavam casados

Links Patrocinados

Comentários

Links Patrocinados