Karina Bacchi revela o pedido absurdo que Ticiane Pinheiro fez pro seu parto

Por: Bruna Romanini



Foto: Getty Images

Ticiane Pinheiro pediu para Karina Bacchi fazer uma cesárea agendada para que ela pudesse ver o parto

Ter amigas queridas ao seu lado durante a gestação e após a chegada do bebê é muito importante. Porém, nem sempre é bom quando essas amigas opinam sobre determinadas escolhas que a mamãe faz, especialmente quando a opinião não é nem um pouco boa.

Karina Bacchi que o diga. Em entrevista ao canal do Youtube de sua grande amiga, Ticiane Pinheiro, Karina revelou um pedido bem absurdo que Ticiane fez para seu parto.

Cadastre-se

Karina Bacchi desejava ter parto normal, porém, Ticiane, que foi escolhida para ser madrinha de seu filho, pediu para que Karina fizesse uma cesárea agendada. “Eu vou contar um negócio, você acredita que ela veio pedir para eu fazer cesárea só para saber o dia que ia ser para ela poder estar disponível e pedir liberação do programa?!”, contou Karina Bacchi. E diante deste comentário, Ticiane disse: “Claro, porque eu queria ver o parto”.

Os riscos da cesárea agendada

Claro que Karina Bacchi não aceitou a ideia da amiga. No final, Karina precisou passar por uma cesárea, mas por questões de saúde, nada relacionado à agenda de Ticiane Pinheiro.

Este pedido de Ticiane não foi bom por uma série de motivos. Primeiro, porque o desejo de Karina já era pelo parto normal. O parto normal realmente é a melhor opção para a mãe e o bebê, neste tipo de parto as chances do bebê ter problemas respiratórios são bem menores. Além disso, a recuperação da mãe é mais rápida e o risco dela contrair infecções também é muito menor. Até mesmo o risco de morte materna é menor no parto normal.  Saiba mais sobre os benefícios do parto normal aqui.  

Quando o parto normal não é possível e a cesárea é necessária, o recomendado é que não seja feita a cesárea agendada. Sempre que possível, o melhor é aguardar o trabalho de parto começar.

Um dos benefícios de aguardar o trabalho de parto começar é diminuir o risco de o bebê nascer prematuro. “É preciso ter certeza da idade da gravidez para marcar uma cesárea. Ela não pode ser agendada com menos de 39 semanas. Existe uma fase de transição em que o bebê não está totalmente maduro do ponto de vista do pulmão e esta é a maior causa de mortalidade entre os recém-nascidos que vem ao mundo fora do tempo”, explica o ginecologista obstetra Sérgio Floriano Toledo, professor de obstetrícia da Faculdade de Ciências Médicas de Santos e diretor da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo.

Justamente devido a essa imaturidade do pulmão, bebês que nascem por meio de cesáreas agendadas correm maior risco de desenvolver problemas respiratórios.

Saiba que os bebês nascidos por cesárea agendada são mais propensos a desenvolver taquipnéia transitória – um problema de respiração marcado pela respiração anormalmente rápida durante os primeiros dias após o nascimento. Cesáreas feitas antes de 39 semanas de gravidez ou sem prova da maturidade pulmonar do bebê podem aumentar o risco de outros problemas respiratórios, incluindo a síndrome do desconforto respiratório – uma condição que torna difícil o bebê respirar.

Saiba mais sobre os riscos da cesárea feita sem real necessidade aqui.

Veja o vídeo em que Karina Bacchi falou sobre o pedido de Ticiane Pinheiro a seguir:

Veja mais

Comentários





Veja mais