Gravidez de gêmeos: os principais riscos

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Parto prematuro, pré-eclâmpsia e discordância de peso entre os fetos são alguns dos problemas

A gravidez múltipla possui mais riscos do que as outras. Um dos principais problemas é o parto prematuro. “A gravidez gemelar causa mais prematuros, pois determina a dilatação do colo uterino prematura pela hiperdistensão uterina e isso pode ocasionar rotura prematura das membranas ou liberação de prostaglandinas que determinam o início do trabalho de parto antes do tempo”, explica a ginecologista obstetra Rosiane Mattar, professora livre-docente do Departamento de Obstetrícia da Escola Paulista de Medicina (UNIFESP) e Presidente da Comissão de gestação de Alto Risco da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia.

Os fetos também correm maior risco de malformações. A discordância de pesos entre os fetos pode acontecer. Para as grávidas, há mais chances de náuseas e vômitos no começo da gravidez, placenta prévia, atonia uterina pós-parto e maior chance de estrias.

As gestações monozigóticas, de gêmeos idênticos, são mais arriscadas do que as dizigóticas. “Todas as complicações citadas acima são muito mais frequentes na gravidez monozigótica, que também é mais rara”, diz Mattar.

Veja mais

Comentários



Veja mais