Assistente social que obrigou menino a viver com pais abusivos desabafa

Assistente social que obrigou menino a viver com pais abusivos desabafa

Este menino de quatro anos foi obrigado a viver com os pais abusivos

Menino de quatro anos que foi obrigado a viver com pais abusivos

O menino de 4 anos implorou para não ir viver com os pais e morreu meses após sua guarda ser devolvida a eles

O assistente social que obrigou um menino de quatro anos a viver com pais que haviam sido comprovadamente abusivos quebrou o silêncio. O pequeno Noah Cuatro estava vivendo com sua avó Eva Hernandez há dois anos.

Quando soube que iria voltar a viver com os pais, Noah implorou para não ser devolvido a eles. A avó também pediu aos assistentes sociais para não deixar o pequeno viver com os pais Jose e Ursula.

Cerca de sete meses após ter voltado a viver com os pais, Noah faleceu. Os pais alegam que ele se afogou no dia 6 de junho na piscina de casa em um breve momento de distração deles. Contudo, os exames médicos feitos no pequeno após sua morte apontam que as lesões não condizem a morte por afogamento.

Links Patrocinados

A avó da criança ficou indignada com a terrível perda e exige respostas da assistência social de Los Angeles nos Estados Unidos, onde a família vive.

Na última terça-feira (16/07), o diretor do Departamento de Serviços para Crianças e Famílias, Bobby Cagle, quebrou o silêncio e disse o seguinte em entrevista coletiva: “Essa morte ocorreu durante o meu trabalho. Eu aceito completamente a responsabilidade pelo trabalho que fiz. E também aceito a responsabilidade de entender o que deu errado e o que podemos fazer melhor e mudar o mais rápido possível”.

Links Patrocinados

Quando Noah foi entregue aos pais já existiam DOZE acusações de abusos contra eles, mesmo assim e mesmo com os pedidos da criança e da avó, o pequeno foi forçado a viver com os pais.

Os pais com o menino Noah Cuatro

O menino Noah Cuatro com seus pais que estão sendo investigados

Comentários

Links Patrocinados