Bebês são achados em casa cheia de ratos e fraldas sujas e fotos chocam

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images – Três bebês foram achados sem vida nesta casa

Três bebês foram encontrados sem vida na casa e outras quatro crianças estavam em condições precárias

Uma mãe foi presa após os corpos de três bebês além de quatro crianças com vida com idades entre cinco meses e treze anos terem sido encontradas em sua casa que estava repleta de lixo, ratos, larvas e fraldas sujas.

Erika Murray, 35 anos, de Massachusetts nos Estados Unidos, foi presa pelo assassinato dos três pequenos que foram achados sem vida e maus tratos das outras quatro crianças sobreviventes.

Links Patrocinados

Os pequenos foram encontrados na casa em 2014 e o julgamento de Erika só ocorreu nesta quarta-feira (05/06).  Durante o julgamento, Betsy Brown, que foi quem chamou a polícia até a casa de Erika, falou sobre o estado do local.

Ela foi até a residência após um dos filhos de Erika pedir ajuda ao seu filho para fazer o irmão de cinco meses parar de chorar. Preocupada com este questionamento, Betsy decidiu ir até a casa de Erika.

Links Patrocinados

Betsy ficou chocada com o que viu. “Foi o pior cheiro que eu já senti na vida. Havia muita comida podre, muitas fraldas sujas, mamadeiras jogadas, larvas em todo lugar. Estava muito escuro e quente. Foi terrível. Basicamente em todo lugar que você olhava havia sujeira”, contou Betsy que logo após entrar no local chamou a polícia.

Imagens do local feitas depois pela polícia realmente chocaram ao mostrar a situação em que as crianças estavam vivendo. Quando os policiais chegaram ao local, relataram que encontraram os corpos de três recém-nascidos em meio ao lixo.

Eles também relataram que o bebê de seis meses que foi encontrado com vida estava extremamente sensível a luz do sol e a criança de três anos do local não conseguia andar e tinha pouco tônus muscular. As crianças foram encaminhadas ao conselho tutelar.

Equipes de limpeza precisaram de 90 horas para limpar toda a casa e depois foi preciso demolir o local. “Havia pilhas de lixo dentro da casa, foi realmente chocante!”, contou o policial Michael Pavone.

O promotor do caso, Christopher Hodgens, afirmou que as três crianças faleceram por causa da negligência da mãe. “Erika permitiu que seus filhos sofressem naquela casa e acabou causando a morte de três de seus filhos”, afirmou Christopher durante o julgamento.

Foto: Getty Images – A mãe durante o julgamento pelo que fez com seus bebês

Foto: Getty Images – Detalhes do estado em que a casa estava

Foto: Getty Images – O interior da casa estava tão sujo que demorou 90 horas pra limpar

Foto: Getty Images – Havia pilhas de lixo na casa em que viviam quatro crianças

Comentários

Links Patrocinados